Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Matzeivá – Fernando Dourado

Sentado no terraço do “La Rotonde”, bem ali no coração de Montparnasse, Maurício tentava se concentrar nas “Lettres d´Orient”, de Flaubert, tendo à frente um copo de Muscadet, um pires onde deixara duas moedas, um cinzeiro vazio e o telefone que, mais por hábito adquirido do que por necessidade real, ele olhava de relance.

Read More

Eu e ELES: Ecos de memória política – Clemente Rosas

Quando ouvi falar, pela primeira vez, em Ariano Suassuna, na década de 50 do século passado, tinha quinze ou dezesseis anos, e estava ainda no curso secundário.  O Teatro do Estudante da Paraíba encenava, no Teatro Santa Roza, de João Pessoa…

Read More

Bacurau – Teresa Sales

Houve um tempo em que publiquei nesta revista comentários de filmes. Agora, que penso em escrever sobre o último filme de Kleber Mendonça Filho, dessa vez ele em boa parceria, lembro-me dos escritos passados.

Read More

Sociedade aberta. E inimigos. – Luiz Otavio Cavalcanti

Semana pedagógica, esta. Na sala de aula da democracia brasileira. Uma tentativa de censura na bienal do livro, no Rio. Autografada pelo prefeito Crivella. E uma tentativa de desconstruir o regime democrático. Assinada pelo vereador Carlos Bolsonaro.

Read More

A ameaça autoritária – Editorial

Quando o vereador Carlos Bolsonaro escreve no seu twitter que “por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos”, ele está dizendo que a democracia está atrapalhando e atrasando as mudanças que ele e seu grupo político gostariam de fazer.

Read More

Eu e ELES: Ecos de memória política – Clemente Rosas

No ano de 1968, participei, como observador da FUNDINOR – Fundação para o Desenvolvimento Industrial do Nordeste, da reunião de criação da SUDAM – Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia.  Na verdade, um belo passeio pelo rio Amazonas, com o rótulo de “seminário”, a bordo do navio Rosa da Fonseca…

Read More

Carlos Pena Filho, Poeta da luz – Paulo Gustavo

Sei de cor “o poeta da cor”, como o chamou em remoto, mas atual e belíssimo ensaio, o grande cronista pernambucano Renato Carneiro Campos. Sei de cor este poeta nascido no Recife há 90 anos. Nascido e aos 31 anos tão cedo morto, também vítima, como outro celebrado poeta do Recife…

Read More

Dia de setembro em Juiz de Fora – Fernando Dourado

Setembro de 2018 foi um mês magnífico. Olhando em retrospectiva, o que mais lhe conferiu sal e pimenta foi o fato de que durante as três semanas que passei em Chicago, conheci as emoções fecundas e ambíguas de testar os meus limites – para o melhor e para o pior.

Read More

A demência do presidente – Editorial

O presidente Jair Bolsonaro apresenta um quadro preocupante de demência política e diplomática, a julgar pelos frequentes comportamentos e declarações insensatas e despropositadas que envergonham os brasileiros e desmoralizam o Brasil no cenário internacional.

Read More