Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Um Pacto Possível pela Conciliação no País – João Rego

João Rego

Monk Meditation - autor desconhecido.

Monk Meditation – autor desconhecido.

Sou viramundo virado
Nas rondas da maravilha
Cortando a faca e facão
Os desatinos da vida
Gritando para assustar
A coragem da inimiga
Pulando pra não ser preso
Pelas cadeias da intriga
(Gilberto Gil e Capinam)

Decálogo pela busca da razão e serenidade diante do caos político que se instalou com a crise do PT. Que se dê conhecimento aos amigos, parentes, clientes, leitores e aos desconhecidos que, por algum motivo, insistem em permanecer prisioneiros das suas ideias, sem abertura para a conciliação:

  1. Após a votação do impeachment, independentemente de qualquer resultado recolherei “minhas armas”, delegando e dando todo o apoio a justiça para que continue investigando e punido todos os políticos e empresários envolvidos com a corrupção – até os fins dos tempos;
  2. Qualquer que seja o resultado ninguém tem o direito de comemorar nada, este é apenas um pequeno e imprescindível passo para reerguer a nação afundada em uma crise de proporções tsunâmicas;
  3. Devemos sim, ambas as facções, lançar as fundações de pontes para o diálogo, ultrapassando o muro da cegueira ideológica que cindiu a nação, separou amigos e dividiu a família;
  4. O fim da corrupção endêmica, pela via das instituições democráticas, em nossa história política – atingindo a todos os partidos e empresas – pode ser o primeiro terreno para, após o fim da batalha do impeachment, nos reunirmos e estabelecermos uma agenda cidadã comum; a retomada do crescimento econômico e a governabilidade é outro item importante nessa agenda;
  5. Minhas cicatrizes as ostentarei não com orgulho, mas como traços de minha atitude de cidadão que se envolveu, debateu, escreveu com paixão e foi para as ruas na maior manifestação popular pacífica que se tem notícia;
  6. Guardarei essa crise na memória, para quando meus netos puderem compreender, eu falar-lhes da crise como uma crise de depuração da democracia na qual a Operação Lava Jato destampou o fétido esgoto da corrupção política e empresarial que, há séculos, vem forjando nossa cultura de poder;
  7. Vou lhes incitar a defender, desde já, e com rigor, os valores democráticos em suas vidas, nas suas relações sociais pois aí reside a semente da democracia de uma nação; deixando-lhes claro que a tolerância, a ética e a diversidade cultural, racial, social, de gênero, sexo e das ideias é o principal fulcro da democracia.
  8. Não serei capturado obsessivamente pelas minhas ideias em detrimento de, minimamente, compreender a inquietação e angústia dos que pensam diferente de mim;
  9. Para isso, sempre que for curtir ou compartilhar uma notícia, comentário ou imagem, me quedarei por 30 segundos avaliando se eu não estarei, com este clique, reforçando e instigando, ainda mais, a ensandecida luta de informação agressiva que se estabeleceu nas redes sociais;
  10. Substituirei a discussão, aquela onde sempre há um vencedor e um perdedor -, deixando para trás um gosto amargo da derrota, ou a mágoa – pelo diálogo, cujo resultado é um novo conhecimento sobre o tema discutido enriquecendo as partes envolvidas.

Porto do Mar, abril de 2016.

Revista Será?
www.revistasera.info

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *