Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Os 112 Anos de Guimarães Rosa – Paulo Gustavo

Posted on jul 3, 2020

As redes sociais, em especial os perfis de várias editoras, puxaram o coro de parabéns aos 112 anos de Guimarães Rosa, transcorridos no último 27 de junho. Assim como fizeram com Machado de Assis, outro aniversariante genial do mesmo mês…

Read More

Um clássico faz 90 Anos – Paulo Gustavo

Posted on jun 26, 2020

“Um clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer” é o que pontifica Italo Calvino em famosa página. Vale dizer: é um texto que fala a sucessivas gerações sem perder seu encanto.

Read More

O Luxo de Perder Tempo – Paulo Gustavo

Posted on jun 19, 2020

“[…] a Revolução fascista não derruba por inteiro e de uma vez aquela delicada e complexa máquina que é a administração de um grande Estado; procede por graus, por pedaços […].” Benito Mussolini

Read More

Sinais Totalitários – Paulo Gustavo

Posted on jun 12, 2020

Quando o decano do Supremo Tribunal Federal, ministro Celso de Mello, afirmou, numa rede privada, que o ambiente político nacional lembrava, guardadas as devidas diferenças, o da Alemanha pré-nazista, talvez não tenha passado longe da verdade.

Read More

Serotonina – Paulo Gustavo

Posted on maio 29, 2020

“Não seria a ironia uma das faces da sabedoria?”, pergunta-se retoricamente o filósofo francês Vladimir Jankelevitch no seu clássico “L’ironie”. Bem, se não é exatamente uma das faces da sabedoria, a ironia, pelo menos, nos incita a ser mais sábios e mais reflexivos.

Read More

Ordem unida – Paulo Gustavo

Posted on maio 22, 2020

Em “Tigres no Espelho”, o grande e recém-falecido crítico literário George Steiner faz uma bela e densa resenha da obra “Spandau: o diário secreto”, de Albert Speer, o célebre arquiteto de Hitler. Não só arquiteto como também ministro de armamentos e produção de guerra.

Read More

Lavar as mãos, a revolução de Semmelweis – Paulo Gustavo

Posted on maio 8, 2020

Há dez anos, uma pesquisa no Brasil revelava que o brasileiro toma muito banho (às vezes até três por dia) e lava pouco as mãos. Num país ensolarado e tropical, o banho, como sabemos, não é só higiênico como lúdico…

Read More

Psiu! O silêncio voltou – Paulo Gustavo

Posted on abr 17, 2020

Umberto Eco, sempre atento e perspicaz, observa com triste ironia em uma crônica de “Pape Satàn Aleppe”: “O silêncio é um bem que está desaparecendo até dos locais a ele consagrados”. Verdade. Justamente por isso, aduz o escritor e semiótico italiano…

Read More

Coronavírus, contingência e pensamento – Paulo Gustavo

Posted on abr 10, 2020

Todo o mundo criado pelo ser humano e que se chama “mundo”, porque é precisamente criado, encontra-se, neste momento, como que entre aspas. O coronavírus, à semelhança de outras forças da natureza, nos torna a todos mero detalhe…

Read More

A dura arte de narrar com poesia – Paulo Gustavo

Posted on mar 13, 2020

Acabo de ler seu livro de estreia, uma obra-prima da literatura francesa. Até hoje as obras-primas nunca disseram como nascem. Sobre isso, Borges certa vez chamou a atenção: ninguém pode dizer que vai sentar e escrever uma obra-prima. De fato, a banda não toca assim.

Read More

A literatura na mira – Paulo Gustavo

Posted on fev 14, 2020

Eles passam, a literatura fica. Eles serão página virada, a literatura será página lida e transformadora. E qualquer omissão será lenha nessa fogueira de ódio, e de vaidade também. Até porque há uma vaidade em se proclamar purificador do mundo.

Read More

Idosos à brasileira – Paulo Gustavo

Posted on jan 24, 2020

Sempre gostei do início de um antológico conto da escritora espanhola Emilia Pardo Bazán (1851-1921): “É tímido você que me lê?”. O gosto leva à imitação, que aqui pratico com especial prazer: é idoso/a você que me lê?

Read More

Dois Papas – Paulo Gustavo

Posted on jan 10, 2020

Filmes sobre os bastidores da Igreja Católica sempre têm uma dose de saudável voyeurismo. O Vaticano, cioso dos seus segredos, todos muito humanos, excita a nossa curiosidade, o que não é pecado, embora seja uma forma de gula, sobretudo para os olhos.

Read More

Rondon, o Épico – Paulo Gustavo

Posted on dez 13, 2019

O poeta Manuel Bandeira disse muito bem: “A vida de Rondon é um conforto para todo brasileiro que ande descrente de sua terra”. Em tempos de descrença e pequenezas como os que vivemos, a vida de Cândido Mariano da Silva Rondon…

Read More

Um Apolíneo a Serviço do Brasil – Paulo Gustavo

Posted on nov 22, 2019

Tem razão o professor João Antônio de Paula, da Universidade Federal de Minas Gerais, ao dizer, em forte prefácio aos “Diários Intermitentes 1937-2002”, de Celso Furtado, que para este grande brasileiro “A lucidez foi uma companheira inseparável”.

Read More

Ralé e Polarização – Paulo Gustavo

Posted on nov 1, 2019

Hannah Arendt, em sua notável obra “As origens do totalitarismo”, diz, à certa altura, que, na ascensão do nazismo, as elites econômicas e a ralé se deram as mãos. É o que, salvo engano e guardadas as proporções, assistimos nas últimas eleições presidenciais e nesse primeiro ano de governo federal.

Read More

Falar de Proust numa hora dessas! – Paulo Gustavo

Posted on out 4, 2019

Recentemente falei na Academia Pernambucana de Letras sobre Marcel Proust, mais especificamente sobre “À sombra das raparigas em flor”, cujo aparecimento completou cem anos em junho deste ano. Sobre o genial escritor francês, autor do mais longo romance já escrito…

Read More

Carlos Pena Filho, Poeta da luz – Paulo Gustavo

Posted on set 6, 2019

Sei de cor “o poeta da cor”, como o chamou em remoto, mas atual e belíssimo ensaio, o grande cronista pernambucano Renato Carneiro Campos. Sei de cor este poeta nascido no Recife há 90 anos. Nascido e aos 31 anos tão cedo morto, também vítima, como outro celebrado poeta do Recife…

Read More

Elegia e alerta – Paulo Gustavo

Posted on ago 23, 2019

É verdade que a Segunda Guerra Mundial, para o bem e para o mal, tornou-se um dos grandes marcos históricos da humanidade. Mas o passado, como disse Nietzsche, é o que de fato aconteceu, e a história é o que queremos lembrar.

Read More

À Sombra dos Disparates em Flor – Paulo Gustavo

Posted on ago 9, 2019

Poucos brasileiros não cariocas amarão tanto a cidade do Rio de Janeiro quanto eu. No entanto, costumo dizer que o Cristo Redentor, eleito uma das maravilhas do mundo moderno, é um monumento feio e, salvo melhor juízo, até mesmo medíocre.

Read More

“O Rei Leão” e a Política – Paulo Gustavo

Posted on ago 2, 2019

Há algo de podre no reino de “O Rei Leão”, o desenho da Disney que agora retorna como filme. Dispensamo-nos aqui, com a cumplicidade de quem conhece essa já clássica produção, de fazer uma síntese do enredo ou de qualquer análise crítica e cinematográfica.

Read More

Passagem pela Editora Massangana – Paulo Gustavo

Posted on jul 19, 2019

Quando ingressei na Fundação Joaquim Nabuco, em dezembro de 1983, levado para ser secretário-executivo do Conselho Editorial da Instituição (não da Editora Massangana, como na prática funcionava) pelo meu admirado mestre o renomado linguista Luiz Antonio Marcuschi…

Read More

Cem anos de “À Sombra das Raparigas em Flor” – Paulo Gustavo

Posted on jun 14, 2019

Os proustianos de todo o mundo, sobretudo os franceses, estão festejando os 100 anos do segundo volume do maior (e, para eles, o melhor) romance já escrito: “Em busca do tempo perdido”. Incluo-me na fila dos devotos, com a humildade que requer esse magnífico templo da literatura…

Read More

Gilberto Freyre: 120 anos – Paulo Gustavo

Posted on maio 31, 2019

Tive o privilégio de conhecer Gilberto Freyre, ainda que socialmente e ainda que separados por décadas de diferença de idade. O privilégio de ouvi-lo falar. De vê-lo gentilmente agradecer em público ao garçom que o servia na Fundação Joaquim Nabuco.

Read More

Engolir sapos – Paulo Gustavo

Posted on maio 17, 2019

O “nosso presidente”, como diz seu porta-voz, trouxe à cena das metáforas prosaicas a expressão “engolir sapo”. Disse que engolia sapos pela fosseta lacrimal e ficava quieto. É curioso e original o “nosso presidente”: sempre pensei que se engolia sapo pela boca.

Read More

O MEC e a pauta dos Costumes – Paulo Gustavo

Posted on abr 26, 2019

O Ministério da Educação, quem não sabe? é gigantesco em tamanho e orçamento. Também é notório que a sua máquina colossal tem uma alma política. E alma política é tudo de bom e de útil para os poderosos do dia. Noutras palavras, é um dos mais vivos ministérios do país.

Read More

Guimarães Rosa e Bolsonaro – Paulo Gustavo

Posted on abr 5, 2019

Guimarães Rosa não foi só o maior escritor brasileiro do século 20, mas igualmente um brilhante diplomata. Da diplomacia, parece ter trazido para a literatura uma voz toda sua, impregnada de inovação linguística, diversidade idiomática e de um tom que nada…

Read More

A Democracia Acossada – Paulo Gustavo

Posted on mar 22, 2019

Os brasileiros, pela primeira vez, desde a redemocratização, no já remoto ano de 1985, sabem que sua democracia está acossada. Estamos, como se diz, dormindo com o inimigo. Mas é certo que mais do que nunca devemos estar bem acordados e vigilantes.

Read More

O Lúcido desejo de liberdade – Paulo Gustavo

Posted on mar 15, 2019

Num país que não prima muito por sua memória e onde tudo parece estar sempre começando num eterno presente, é alentador que o passado histórico seja lembrado às novas gerações. Assim fazem anualmente as escolas de samba em meio aos prazeres do Carnaval.

Read More

Mais de uma Luz Sobre o Fanatismo – Paulo Gustavo

Posted on fev 15, 2019

“Caro Fanático” é provavelmente o mais forte ensaio do livro “Mais de uma luz: fanatismo, fé e convivência no século XXI”, de Amós Oz, o grande romancista e ativista israelense falecido em dezembro de 2018.

Read More