Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Dá pra comemorar?

Nordestino em leito de rio seco

Nordestino em leito de rio seco

A irregularidade da precipitação pluviométrica é uma característica dominante do Semiárido nordestino e a seca um fenômeno recorrente e cíclico de escassez aguda. Todo mundo sabe disso. E desde Celso Furtado, o que se pede é uma estratégia para desenvolver a região dentro das suas características, estruturando uma economia competitiva e sustentável: reestruturação produtiva, inovação tecnológica, gestão dos recursos hídricos, e reorganização fundiária. Além disso, pensava Celso, promoção de um movimento organizado de emigração de parte da população para áreas úmidas do Nordeste. Não se pode acabar a seca, mas é inaceitável que se mantenha a população de 20 milhões de habitantes eternamente dependente de transferências de renda e de ações emergenciais, numa economia que continua frágil e atrasada. Em todo o Nordeste, segundo Cícero Péricles de Carvalho, 8,25 milhões de pessoas, a esmagadora maioria residente no semiárido, recebem aposentadoria do INSS e 7,04 milhões contam com a Bolsa Família. Agora, na seca, volta a SUDENE e a presidente da República com as velhas soluções hídricas isoladas e com as adicionais medidas compensatórias de sempre. Ah! Mais desta vez? Milagre? A população não precisou fugir da seca e esperar a volta da Asa Branca. Agora o sertanejo tem o dinheirinho da tia Dilma. Dá pra comemorar?

Conselho Editorial

2 Comments

  1. Com este considerável curral de eleitores na mão, resta cada vez mais difícil derrubar o modelo assistencialista,
    “Lasciate ogni speranze, voi ch’entrate”, retirado do inferno de Dante, seria então uma divisa bem adequada para os nascidos no semi-árido.

    Ednardo Melo

  2. Claro que não. A irresponsabilidade ou esperteza é a mesma, tanto da presidente e de seu antecessor e dos governadores, inclusive o que tem a audácia de querer se candidatar a presidente. Não sabe administrar um Estado e quer administrar o país. Estão há mais de 10 anos no poder e também não fizeram absolutamente nada, pois só sabiam criticar e atrapalhar quem tentava fazer alguma coisa. Agora que viram que seus telhados também são de vidro. Enquanto isto, os pagadores de impostos escorchantes pagam esta altíssima conta e os sertanejos pagam com a vida miserável que levam.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *