Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Hebdomadário da Corte XXXVIII – Luciano Oliveira

Cheguei há pouco do lugar onde votei, e voltei bem menos infeliz do que aconteceu há três semanas. Há uma semana escrevi que iria votar com a mesma camiseta vermelha do primeiro turno, mas que dessa vez iria com medo.

Read More

Hebdomadário da Corte XXXVII – Luciano Oliveira

No primeiro turno das eleições fui votar com uma discreta camiseta vermelha. Senti receio, mas foi só. No domingo próximo, vou votar outra vez com a mesma camiseta vermelha. Mas desta vez o receio subiu um grau no meu termômetro interno: irei com medo.

Read More

Hebdomadário da Corte XXXVI – Luciano Oliveira

“Pensar feridas” é uma expressão que desapareceu do nosso léxico, mesmo nos seus usos cultos. É pena, porque é uma bela expressão, e valiosa na sua ambiguidade. Nela, o verbo “pensar” ainda guarda o sentido, perdido entre nós, de curar, aliviar.

Read More

Hebdomadário da Corte XXXV – Luciano Oliveira

 “É bom Jair se acostumando”. Quando esse trocadilho (reconheço que bem bolado) apareceu, faz meses, parecia brincadeira. Mas eis que o Coiso virou coisa séria… No campo da esquerda democrática a que pertenço, estamos todos boquiabertos e preocupados…

Read More

Hebdomadário da Corte XXXIV – Luciano Oliveira

Como muita gente, nesta antevéspera do primeiro turno das eleições, estou com medo. Disseram-me que na carreata pró-Bolsonaro no domingo último, em Boa Viagem, manifestantes faziam o gesto em “L”, com o polegar e o indicador em riste, simbolizando o velho Colt dos faroestes americanos que encantavam…

Read More

Hebdomadário da Corte XXXIII – Luciano Oliveira

É tempo de concluir essas reflexões lefortianas sobre a democracia dizendo alguma coisa sobre a “tentação totalitária” que a ronda permanentemente. O perigo é compreensível e faz parte mesmo da sua dinâmica

Read More

Hebdomadário da Corte XXXII – Luciano Oliveira

Acho que faltou no “hebdô” da semana passada um post-scriptumendereçado ao leitor que me sugeriu escrever sobre legalidade e legitimidade. Escrevo-o agora, me valendo outra vez do pensamento de Claude Lefort – do qual tenho me servido nessas reflexões sobre democracia.

Read More

Hebdomadário da Corte XXXI – Luciano Oliveira

Um dos meus cinco leitores sugeriu-me que abordasse nessa série de reflexões sobre a democracia a distinção entre legalidade e legitimidade. Como se sabe (todo estudante de direito aprende isso logo nas primeiras aulas), nem tudo que é legal é legítimo, e nem tudo que é legítimo é legal.

Read More

Hebdomadário da Corte XXX – Luciano Oliveira

A democracia como um regime que acolhe a legitimidade do debate sobre o legítimo e o ilegítimo é um mote tantas vezes repetido na obra de Claude Lefort que o nosso José Guilherme Merquior, num livro sobre o marxismo ocidental, o qualificou de “prolixo”.

Read More

Hebdomadário da Corte XXIX – Luciano Oliveira

A propósito do hebdô da semana passada, um leitor me disse que achou o termo “desintrincamento”, da lavra de Lefort, mais do que rebarbativo: achou-o obscuro. Comprometi-me em esclarecê-lo. Vamos lá! Nos textos originais, escritos em francês, o que aparece é “désintrication”.

Read More