Pages Navigation Menu

Penso, logo existo.

Calinadas XII – Encômio a SPP

Tenório, o filósofo de coisas úteis da vila, dá um conselho aos amigos. Entre eles, Noblat e José Paulo. Escrevam em código, porque a censura se instalou no País.

Read More

Sobre Pelé – Fernando Dourado

Pelé está bem doente. Como sabemos, ele é eterno na dimensão do futebol. Daqui a 100 anos, gerações ainda conversarão sobre o Rei, muito embora a escassa documentação de seus feitos – comparada ao acervo de outros craques que eclodiram no começo do milênio -, o deixará em alguma desvantagem.

Read More

Rua do Recife, 122 – Fernando Dourado

A rua do Recife não poderia deixar de ser para mim, ontem como hoje, a mais importante de Garanhuns, senão também do mundo. Pois foi no número 122 que moraram mamãe, suas irmãs e irmão – sendo ela Lucy, as irmãs Nicinha, Dulce, Lígia e Maria Ana, dita Bebé…

Read More

CALINADAS X – Encômio a SPP

Na vila não se fala outra coisa. Como será a conversa de Temer e Lula atrás das grades? Aberto o concurso para saber quem é o mais cretino na República. Dizem que o “sapo” é o mais forte candidato.

Read More

Amigos Alados – Clemente Rosas

Lembro um texto de Vinícius de Moraes, nosso saudoso poetinha, em que ele louva a amizade, valorizando-a mais do que o amor.  Diz que pôde encarar o fim de muitos amores, mas não suportaria a perda de todos os seus amigos. 

Read More

O Lúcido desejo de liberdade – Paulo Gustavo

Num país que não prima muito por sua memória e onde tudo parece estar sempre começando num eterno presente, é alentador que o passado histórico seja lembrado às novas gerações. Assim fazem anualmente as escolas de samba em meio aos prazeres do Carnaval.

Read More

Da Itália à Suíça – Fernando Dourado

Hoje acordei bastante mal. Ou apenas razoavelmente mal – convém relativizar para achar um meio termo, ainda que seja na linguagem. O céu estava azul, e as camélias, magnólias e castanheiras estão em plena floração lá pelas bandas do lago Maggiore.

Read More

Trinta e cinco anos, hoje – Clemente Rosas

Verba volant, scripta manent (as palavras voam, os escritos permanecem).  No nosso caso, as minhas palavras não apenas voam e se perdem: suscitam outras, suas, muitas vezes duras como punhais.  Por isso resolvi deixar por escrito o que tenho a lhe dizer hoje, quando completamos trinta e cinco anos de casados.

Read More

Calinadas IX – Encômio a SPP

Manchete do jornal da vila na quarta feira de cinzas: Bolsonaro deu férias à oposição. O cara passou o Carnaval, provavelmente doido para cair na gandaia, brigando com quem estava brincando. Bateu boca com Daniela Mercury, xingou Caetano Veloso e meio mundo, e ainda divulgou vídeo “imoral” com homens mijando um no outro.

Read More

De meu avô sobre Sevilha – Fernando Dourado

A caminho da casa do avô, Elisa teve a premonição de que aquela seria a última visita que lhe faria. Na semana seguinte, viajaria sem data para voltar. Se tudo corresse bem, iria ficar na Áustria, estação após estação, à medida que o trabalho conhecesse…

Read More

CALINADAS VIII – Encômio a SPP

“O governo tem um quê de alienista, não?” pergunta Mike, o gringo que está lendo Machado de Assis, para ver se entende os brasileiros. Pôr na rua o braço direito da campanha? Vai ter que mandar também o Marcelinho, do Turismo, que foi o presidente do partido em MG? E depois? Será que vai acabar demitindo a si mesmo?

Read More

Messias de Händel, o rei dos oratórios – Frederico Toscano

Um dos maiores sucessos da história da música, o “Messias” (ou “Messiah” no original) é também a obra mais famosa do compositor alemão naturalizado inglês Georg Friedrich Händel (1685-1759), nome de proa no Barroco musical.

Read More

Mais de uma Luz Sobre o Fanatismo – Paulo Gustavo

“Caro Fanático” é provavelmente o mais forte ensaio do livro “Mais de uma luz: fanatismo, fé e convivência no século XXI”, de Amós Oz, o grande romancista e ativista israelense falecido em dezembro de 2018.

Read More

Uma Oração para Hiroxima – Ivanildo Sampaio

Hiroxima sempre me fascinou. Menino ainda, de calças curtas, lia na revista Seleções, que meu pai assinava desde seus tempos de solteiro, relatos sobre a infeliz cidade japonesa, cobaia para o primeiro artefato nuclear disparado pelo homem…

Read More

Um quadro para a Dra. Laila – Fernando Dourado

Então Alba estacou diante da casinha, endereço provável do avô, pai da mãe, e eu nada disse. Cirilo, o grosseirão que eu tirara à custa do boteco minutos antes para nos levar àquelas brenhas de moradas decadentes e cor de sujeira antiga, olhou para mim como se perguntasse o que eu esperava dele.

Read More

Calinadas da Semana VII – Encômio a SPP

Em meados do século XX Monteiro Lobato decretou: ou o Brasil acaba com as saúvas ou as saúvas acabam com o Brasil. Sobrevivemos. Mas não é certo que sobreviveremos ao ataque…

Read More

Adeus, Ulisses – Homero Fonseca

Finalmente sou um homem livre. Melhor dizendo, um leitor para quem o sol da liberdade brilhou em raios fúlgidos. Depois de várias tentativas e de haver lido as primeiras 500 e as últimas 60 e tantas páginas do Ulisses, decidi abandonar definitivamente sua leitura. Percebi que não vale a pena o esforço e livrei-me do terrível peso de uma obrigação.

Read More

Blue Monday – Fernando Dourado

Esta manhã, despertei em Dresden. Mal coloquei os pés no chão, já fui pensando em dar-lhe notícias, meu caro editor. Na verdade, para efeitos da conversa que teremos, pouca diferença faria escrever-lhe da beira do rio Elba ou do São Francisco.

Read More

Calinadas da semana VI – Encômio a SPP

Segundo meu neto, a soma de presidente simplório e assessoria de m.. dá nisso. Perdeu-se uma oportunidade de ouro de explicar ao mundo o quanto o Brasil está disposto a retomar o crescimento econômico.

Read More

Os Planetas de Holst, quando corpos celestes inspiram música – Frederico Toscano

Retrato dos traços humanos personificados pelos corpos celestes, a grandiosa suíte orquestral “Os Planetas” (ou “The Planets”, no original) de Gustav Holst (1874-1934) sempre gozou de grande popularidade e levou o nome do compositor inglês ao estrelato.

Read More

Mitteleuropa – Fernando Dourado

Berto e Isa são os pais de Beatriz, Cíntia e Guilherme, este o caçula, por todos também chamado de Gui. Se os pais não formam um casal fusional, não seria exagero dizer que eles conheceram mais momentos bons do que ruins, e que estão dispostos a se ajudar mutuamente…

Read More

Memórias da Caserna IV – Clemente Rosas

Soldado, naquele tempo, não podia sair “à paisana”, a não ser com permissão especial, e definição prévia de tempo e lugar.  Cheguei a me apresentar, fardado, em pleno salão do CEU (Clube do Estudante Universitário), prestar continência e pedir permissão a um tenente para permanecer no local. 

Read More

Calinadas da semana V – Encômio a SPP

Segundo jornalista de plantão, os discursos dos novos ministros dividem-se em dois tipos: os discursos de caráter técnico, com propostas e metas claras, como os de Moro e Paulo Guedes, e os discursos da turma da ideologia, como o Ernesto, confusos e antinômicos.

Read More

Memórias da Caserna III – Clemente Rosas

Certamente, o melhor da minha vivência na caserna foram as marchas e os acampamentos.  Fizemos alguns, quase sempre no altiplano do Cabo Branco, deserto naquela época. Íamos a pé, levando um pesado equipamento. 

Read More

Memórias da Caserna II – Clemente Rosas

O Regimento se compunha de cinco companhias: duas companhias de fuzileiros, a Companhia de Petrechos Pesados (CPP), a Companhia de Canhões Anti-Carro (CCAC) e a Companhia de Comando e Serviço (CCS), que o tenente Moreira, nosso comandante, para nos valorizar, classificava como uma “companhia de elite”.

Read More

O labrador da discórdia – Fernando Dourado

Quem já teve um labrador em casa ou mesmo no apartamento, sabe da doçura dessa raça de índole hiperativa, incansável na hora de correr atrás de uma bolinha para devolvê-la ao arremessador. Como lhe ignorar, ademais, a euforia contagiante quando o dono pega a coleira na gaveta…

Read More

Calinadas da Semana IV – Encômio a SPP

O País está pleno de palermices e insânias. E estas parecem espichar no final do ano. Em todas as instâncias, particularmente as superiores. Veja-se, a respeito, algumas das decisões tomadas na quarta feira, 19, por sabidas autoridades.

Read More

As Bodas de Fígaro de Mozart, crítica subversiva em música sublime – Frederico Toscano

Considerada por muitos a maior ópera do compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) e a mais perfeita de todas as óperas já escritas, “As Bodas de Fígaro” (ou “Le Nozze di Figaro”, no italiano original) associa números arrebatadores a uma trama sólida e divertida.

Read More

Memórias da Caserna I – Clemente Rosas

No meu tempo de jovem, para os filhos do patriciado e da classe média paraibana, as alternativas de fuga à conscrição militar eram fazer o CPOR (Curso Preparatório de Oficiais da Reserva), no Recife, ou recorrer a alguém de prestígio para ser dispensado…

Read More

Calinadas da semana III – Encômio a SPP

O ministro da CGU, Wagner Rosário, declara que político, com cargos no Parlamento e no Executivo, só deve ter foro privilegiado em caso de corrupção. Zefinha, da banca de queijo da feira, não entendeu nada.

Read More