O protesto da modelo transexual Viviany Beleboni, 26, na parada gay em São Paulo

O protesto da modelo transexual Viviany Beleboni, 26, na parada gay em São Paulo

Fobia é uma palavra de origem grega (phobia) e significa medo. A psicanálise utiliza o termo para expressar um medo doentio, transtorno de ansiedade, temor ou aversão exagerada. Na linguagem corrente, fobia foi sendo identificada principalmente como rejeição ou preconceito que decorre, por último, de alguma forma de receio a algo ou a alguém. Xenofobia (ao qual está associado islamofobia) contém os dois significados: medo, associado ao estrangeiro, ao que não se conhece; intolerância e preconceito, pela rejeição a comportamentos, hábitos e valores diferentes. E o que é cristofobia? O termo foi inventado pela bancada evangélica, com um projeto de lei que o considera crime hediondo. Se for entendido como aversão ou preconceito, trata-se de um completo absurdo falar de cristofobia num país com esmagadora maioria cristã: de acordo com o Censo de 2010, 86,8% dos brasileiros são cristãos (destes, pouco mais de 22% evangélicos). Ninguém tem medo ou aversão a Cristo no Brasil, muito pelo contrário. Mas os brasileiros, estes sim, devem temer e se preocupar com a posição e as manifestações preconceituosas, fanáticas e intolerantes da bancada evangélica no Congresso, que ameaçam o Estado laico e parecem sonhar com um regime teocrático como o de alguns países muçulmanos.