Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

O Nordeste contra o Brasil – Editorial

Editorial

Governadores do Nordeste.

Os governadores do Nordeste são o último baluarte da resistência à reforma da Previdência no Brasil, na contramão de todos os outros governadores e da grande maioria do Congresso Nacional. Inventando motivos, seja para se apresentarem como os defensores dos pobres e oprimidos, seja para barganhar favores financeiros do Governo Federal, os governadores do Nordeste atrapalham as negociações para a aprovação da reforma. Num primeiro comunicado divulgado em março, posicionaram-se contra a reforma porque condenavam a inclusão, na proposta, do BPC-Benefício de Prestação Continuada, da Previdência Rural e do sistema de capitalização, três pontos que já estavam sendo rejeitados pela maioria dos congressistas e, em grande parte, já tinham sido contabilizados pelo Governo. Entretanto, mesmo depois da retirada destes pontos do relatório apresentado na Comissão Especial da Câmara de Deputados, os chefes do Executivo nordestinos continuam sabotando a reforma da Previdência, num grave e irresponsável desserviço ao país. Eles adorariam que a reforma incluisse Estados e Municípios, ajudando a moderar o déficit previdenciário dos seus Estados, e poupando-os da apresentação, às Assembléias Legislativas, de uma impopular proposta de reforma da Previdência que provocaria grande insatisfação nos servidores públicos. Mesmo assim, manipulam e barganham com o Governo Federal, tentando “vender” seu apoio à reforma em troca de maiores favores financeiros da União, que não têm nada a ver com a questão previdenciária: divisão de recursos do petróleo, securitização das dívidas estaduais, e Imposto sobre Operações Financeiras no lugar de aumento da CSLL-Contribuição Social sobre Lucro Líquido. Além de atrasar a reforma, os governadores do Nordeste prejudicam os outros Estados da Federação, que a ela têm demonstrado claro e inequívoco apoio, jogando a sua região contra o Brasil. A pretexto de serem oposição ao presidente Jair Bolsonaro, estão fazendo oposição ao nosso país, que precisa, desesperadamente, de uma reforma previdenciária. Pior, estão se posicionando contra os interesses do próprio Nordeste, já que seus Estados apresentam também elevados déficits previdenciários.

12 Comments

  1. Tem mesmo tanta certeza de que essa reforma da Previdência seja tão crucial ao país? Com esse presidente destrambelado que justifica até o trabalho infantil eu continuo na resistência e entendo os governadores do Nordeste. Aqui na Suíça (desculpe-me Helga), onde não há trabalhadores morrendo de fome e onde existe um plano social para os aposentados com poucos recursos, o governo está atentando apresentar um novo projeto, com paciência e tempo de reflexão. O primeiro projeto já foi rejeitado em votação popular. Todo cuidado é pouco quando o maquinista não inspira confiança.

    • ainda não foi liberado ou meu computador está atrasado?

  2. Falta Respeito! Falta Gratidão oara com a Nacão, cujo solo, vem alimentando todos os brasileiros íntegros, trabalhadores, e também alimentando os Sanguessugas, aproveitadores ! Falta discernimento e correta visão! Qualquer cidadão que empreenda más ações, contra sua Nacão, é um demônio! Inimigo do Brasil! Vamos em frente! Avanço! Avante! “A carruagem oassa, enquanto os caēs ladram”!!!🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🙏🙏🙏🙏

    • Trabalhei muitos anos analisando as contas de governo do estafo de Pernambuco. A previdência sempre foi uma bomba relógio. Aconselho a leitura dos relatórios técnicos do TCE-PE que desde 2008, alerta sobre o passivo atuarial que cresce como uma bola de neve.
      Para quem recebe uma gorda aposentadoria e não quer enxergar o óbvio, melhor acreditar em Papai Noel mesmo.,

    • Trabalhei muitos anos analisando as contas de governo do estafo de Pernambuco. A previdência sempre foi uma bomba relógio. Aconselho a leitura dos relatórios técnicos do TCE-PE que desde 2008, alerta sobre o passivo atuarial que cresce como uma bola de neve.
      Para quem recebe uma gorda aposentadoria e não quer enxergar o óbvio, melhor acreditar em Papai Noel mesmo.,

  3. Bravíssimo! Claro, altivo e corajoso.

    • Ótimo editorial.
      Subscrevo

  4. E mas na frente, quando a proposta chegar no plenário nao vao movimentar seus deputados para incluirem os estados e, assim, terem o benefício sem terem o ônus?

  5. E mais na frente, quando a proposta chegar ao plenário, nao vao movimentar seus deputados para incluirem os estados e, assim, terem o benefício sem terem o ônus?

  6. Os governadores no Nordeste confundem posição política com responsabilidade administrativa e pouco se importam de empurrar suas próprias crises com a barriga e mostram que não sabem conviver em uma Federação. As declarações de alguns defensores da posição dos governadores chegam a ser patéticas. Nenhuma declaração esclarecedora, do tipo ‘nós não apoiamos porque estamos em uma situação confortável e nada ameaça a saúde financeira dos Estados”. Não apoiam, mas fazem chantagem para receberem benefícios, que, como afirma o editorial da Será – nada têm a ver com a reforma da Previdência. Talvez eles apostem nos tradicionais acordos com as Assembléias e a conivência dos Sindicatos para aprovarem reformas, de curto fôlego.nos Estados que permitirão apenas cumprirem seus mandatos, sem nenhuma preocupação como o futuro.

  7. Os governadores me fazem lembrar de uma velha piada. O sujeito salta do centésimo andar de um edifício e ao passar lá pelo décimo ouve o gaiato perguntar da janela:
    -“E aí como vai?”
    E ele responde na bucha:
    “Por enquanto está indo tudo bem!”

  8. VERDADE! Só mesmo uma revista pernambucana para veicular de forma tão contundente essa verdade! Só uma ressalva: não é bem “o Nordeste”, e sim, governadores demagógicos de estados do Nordeste do Brasil. Estados e municípios precisam ser reincluídos na PEC da Nova Previdência que vai a plenário da Câmara na semana que vem.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *